Qualidade de Vida • Em 12 jun, 2018

Você já mentiu para o seu médico? As 10 principais mentiras

As 10 principais mentiras que contamos aos nossos médicos

Acho que não faz mal contar uma mentirinha branca ao médico… É assim que pensamos muitas vezes, para evitar certas broncas ou algum procedimento “chato” que o médico passa.
Por outro lado, pode estar ocultando as suas melhores perspectivas para uma vida saudável e longa.
 

A mentira tem perna curta! 

 
Os médicos sabem quando seus pacientes não estão sendo honestos.
Pesquisas descobriram que entre 4 pacientes 1 admite mentir para o médico, isto é, se você mente, você não está sozinho …
Não é surpresa nenhuma que muitas pessoas fogem de uma bronca por fumar, beber ou comer muita comida processada.
Mentir pode impedir que o médico faça corretamente o seu trabalho e evitar os impactos negativos à sua saúde, assim como a sua longevidade.
 

Veja as 10 principais mentiras que os médicos costumam ouvir e…

Pense bem no peso da sua resposta na próxima consulta:
 

#1. “Eu parei de fumar meses atrás.”

 
Estudos concluíram que 1 em cada 10 fumantes admitiu mentir sobre o tabagismo ao médico.
Esta atitude além de impedir no melhor programa para parar de fumar para você, pode atrapalhar um tratamento.  
Por exemplo, quando um fumante tem bronquite, o tratamento é administrado de forma mais agressiva, pois o tabagismo destrói os mecanismos de proteção que ajudam a combater infecções. Sobretudo aumenta o risco de doença cardíaca, derrame, doenças pulmonares e outros problemas de saúde.

 

#2. “Eu raramente bebo.”

 
Uma dose de bebida para mulheres e duas doses para os homens não preocupa a maioria dos médicos, mas muitos ainda mentem sobre a bebida. Ponto negativo quando se fala de longevidade. O excesso de álcool provoca problemas hepáticos e aumento de peso. 
E, sobretudo, o médico acaba descobrindo a verdade, então por que mentir?
 

#3. “Eu faço exercícios com frequência!”

 
Das 10 principais mentiras, esta pode trazer mais danos a você do que você imagina.
Afinal, só falar que faz exercícios (mas não faz) vai melhorar a sua saúde?
É de grande importância fazer alguma atividade física se quer se manter saudável e virar um centenário com muito orgulho.
Agora, se você tem problemas para fazer alguma atividade física, esta é a oportunidade de dizer que não faz e pedir orientação.
O médico pode trazer alternativas que você não imaginaria ser possível.
 

#4. “Eu só tomo os medicamentos prescrito pelo médico.”

 
Se você toma analgésicos prescritos ou drogas ilícitas, o médico precisa ser informado. Pressão alta, derrame e ataque cardíaco podem ser provocado por drogas.
Os médicos não são policiais, eles precisam de informações para dar o melhor tratamento, isto é, evitar interações medicamentosas erradas ou perigosas.
 

#5. “Eu tomo corretamente as minhas medicações”.

 
Sentiu melhor e resolveu parar antes com o medicamento receitado pelo médico? É importante informá-lo.
Se parou porque deu reação ou algum efeito colateral, tire dúvidas com o seu médico.
Se parou de tomá-lo porque é muito caro – ele pode prescrever um genérico.
Boas relações médico-paciente são parcerias.
 

#6. “Eu só me alimento com comida saudável.”

 
Quando você se alimenta mal, isto só prejudica você. Afinal, quando você mente sobre a sua alimentação, fica difícil para o seu médico determinar o que realmente está errado.
Por exemplo, que tem diabetes tipo 2, onde certos alimentos afetam diretamente seus sintomas. Você está colocando em risco a sua saúde de complicações graves de saúde, sem necessidade. Além disso, a maioria dos médicos não se deixe enganar por essa mentira…
Das 10 principais mentiras, esta é uma das que acho mais prejudicial.
 

#7. “Problemas sexuais? Claro que não.”

 
Falar de sexo ou o número de parceiros que você teve para alguém de jaleco branco, não é uma coisa fácil. 
Mas se não tratar esses assuntos com o médico, com quem tratar? 
Se as doenças sexualmente transmissíveis não forem abordadas, podem haver sérias consequências a longo prazo – para você e seus parceiros sexuais. Pois são absolutamente tratáveis se forem identificados e as informações chegarem ao médico.
Entretanto, se você tem uma libido menor do que o habitual. 
Problemas para manter uma ereção ou secura vaginal, por exemplo, seu médico é realmente a melhor pessoa para contar. 
Afinal, fazer sexo pode ser uma excelente maneira de melhorar sua saúde física e mental.
Assim, seu médico pode ajudá-lo a determinar as possíveis causas de um baixo desejo sexual e prescrever medicamentos ou trazer outras soluções.
 

#8. “Ai, me sinto horrível!”

 
Exagerar ou minimizar sintomas é muito comum numa conversa com o médico. 
Pode até ser uma mentirinha branca, mas deixar de ser sincero neste momento, pode exigir testes desnecessários ou dificultar o médico a chegar num diagnóstico rápido e assertivo.
 

#9. “Não tenho certeza quando meus sintomas começaram.”

 
Pode não ser uma mentira, mas confiar na memória. Vale a pena anotar quando algo errado ou estranho está acontecendo. Lembrar de eventos recentes como feriados, acontecimentos e se perguntar se os sintomas existiam ou não. 
Pois a duração dos sintomas é um fator importante para o seu tratamento.
 

#10. “Eu não tenho histórico familiar dessa doença.”

 
Muitas vezes a história pode se repetir. Portanto, mentir ou esquecer de contar sobre uma doença na família é outra maneira de sabotar sua saúde a longo prazo, e consequentemente, sua longevidade.
Não é porque você não pode mudar o histórico familiar que seu destino já está determinado. Mas, os médicos podem atentar aos sintomas, detectar e administrar um problema com antecedência ou em estágio inicial.
 
Enfim, o segredo de qualquer relacionamento, inclusive com o seu médico, é a honestidade.
Mentir sobre algo para o seu médico é que pode determinar o seu destino. Ele está do seu lado, peça ajuda que você precisa.
Então, que tal sair desta estatística das 10 principais mentiras que contamos ao médico?
  • A maioria das imagens publicadas são retiradas da internet. Infelizmente não temos loja para qualquer tipo de comercialização.
  • Artigos sobre artesanato, caso não tenha o tutorial, gráfico ou vídeo explicativos, não temos como fornecer ou enviar.
  • Se existe alguma imagem de sua autoria e não quer que publique, por favor nos encaminhe o link da publicação e a imagem em questão. 

Beijins

Claudia

Veja mais aqui:

Qualidade de Vida: Os 6 superalimentos e seus superpoderes

Duplas de Alimentos Que Vão Turbinar a Sua Saúde Naturalmente

Qualidade de Vida: Você é ou será um superidoso?

confira os posts relacionados:

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

8 Comentários

  • Maria José
    24 junho, 2018

    Acho que esconder informações ao médico só pode nos prejudicar.

  • Bia Perez
    21 junho, 2018

    Mentiras que só prejudicam. Só trás prejuízos à saúde e comprometem o futuro. Muito bom este post. Beijos.

  • LaLa
    13 junho, 2018

    A mentira tem perna curta !
    Seja no medico seja no dia a dia !
    E mais , se mentir a respeito de nossa saude e correr o risco de ter sequelas , aí é masoquismo !

    • DeFrenteParaOMar.Claudia
      14 junho, 2018

      É verdade, mentir para qualquer profissional , quando você espera um resultado positivo, com certeza, vira problema. ^.~

  • Bia Ribeiro
    12 junho, 2018

    Verdade, é muito comum as pessoas mentirem para os médicos. E não percebem que apenas estão se prejudicando. E que não precisam mentir, pois o médico não irá julgá-las. Nenhum médico espera que o paciente faça tudo perfeitamente, mas que seja sincero para fazer um diagnóstico correto e o melhor tratamento possível.

    • DeFrenteParaOMar.Claudia
      12 junho, 2018

      Sim, este é o alerta. O resultado pode mudar completamente por causa de uma ‘mentirinha’. Obrigada pela visita! Beijins ^.~

  • %d blogueiros gostam disto: