filosofia IKIGAI - longevidade e qualidade de vida

IKIGAI – O segredo japonês para uma vida longa e feliz

IKIGAI : Consciência + Felicidade = Longevidade

Você consegue responder a estas perguntas?

  • O que eu amo fazer?

  • Em que eu sou bom?

  • Pelo que eu posso ser pago?

  • Em que o mundo precisa de mim?

A partir destas perguntas é que encontramos o nosso IKIGAI. Que nos levam ao nosso EU mais profundo e espiritual. O sentido real da vida.

Encontrar o nosso IKIGAI é encontrar o que fazemos para que a vida valha a pena. Que levará à felicidade e realização pessoal, por isso cada um tem o seu IKIGAI.

A Longevidade

A proposta IKIGAI

É a desalienação do trabalho enquanto obrigação social, para uma visão mais humana, na qual a pessoa encontra sentido e satisfação naquilo que realiza.

O resultado IKIGAI

Qualidade de vida melhor e, por consequência, mais anos de vida.

Meta: ser um feliz centenário!

No Japão

Originada na Ilha de Okinawa, no sul do Japão, derivada das palavras IKI de vida KAI, que significa realização de desejos e expectativas.

Seus habitantes mais velhos chegam a ser centenários! Eles acreditam que o Ikigai é o responsável pela longevidade dos seus habitantes, que hoje vivem melhor e com propósito por vários anos.

Para eles, o estilo simples de viver é essencial para alcançar o entusiasmo e o significado da vida. Isto é, a “razão de ser”.

4 Pilares de IKIGAI:

ikigai mandala

#1 – O QUE EU AMO FAZER (A PAIXÃO)

Esta é a base do IKIGAI, que transforma e realiza o seu potencial. Entender e responder a esta pergunta, surge a MOTIVAÇÃO PROFUNDA, isto é: MOTIVO PARA A AÇÃO e a realizar com EXCELÊNCIA.

Você não ama o que está fazendo.

Trabalhar porque o mundo precisa e ser pago por isso, é bom. Mas se você não gosta, não te motiva e não te satisfaz, o trabalho não te leva ao IKIGAI.

#2 – O QUE EU POSSO FAZER BEM FEITO (A VOCAÇÃO)

Este é o compromisso de realizar uma atividade com EXCELÊNCIA. O “amar” para fazer bem feito não é suficiente para determinar que seremos referência no que realizamos. Ser referência não significa reconhecimento exterior, sucesso. Ser referência está relacionado com o sentido de propósito e missão, isto é a GRANDEZA.

Você não é bom no que está fazendo.

Ter paixão pelo que faz e procura praticar e melhorar, este é o caminho!

#3 – PELO QUE POSSO SER PAGO PARA FAZER (A PROFISSÃO)

Amar o que faz, ser bom no que faz e capitalizar este trabalho.

Muita gente acha que ter prazer para fazer determinado trabalho, não se paga. Pode até ser, mas hoje em dia quem consegue viver e ajudar o mundo, criar um ciclo, sem receber por isso?

No conceito IKIGAI, o importante é ter a percepção que estes 4 pilares tragam resultados positivos, até mesmo financeiramente.

Você não pode ser pago pelo que está fazendo. 

É muito comum ter um hobby e achar que não poderia ser pago por isso. Por exemplo, cuidar das plantas, do jardim de casa. Por que não ser pago para cuidar das plantas dos outros? Quer coisa melhor na sua vida? Não se subestime se alguém quer te pagar por isso.

#4 – O QUE É BOM PARA O MUNDO (A MISSÃO)

Sentir se bem, sentir-se útil significa “VIDA”. Descobrir que o que realizamos, causa RESULTADOS POSITIVOS ao mundo (não precisa necessariamente estar associado em defender causas sociais ou ambientais), tem mais facilidade de se destacar e encontrar seu propósito e motivação no que realiza.

O mundo não precisa do que você está fazendo.

Olhar para os outros, os animais ou o planeta, o que você pode fazer por eles? Muitas vezes só olhamos para o financeiro, em ganhar algum dinheiro, e esquecemos de perguntar o que realmente o mundo precisa que a gente faça!

O seu trabalho faz DIFERENÇA para o mundo? Qual a sua MISSÃO?

Você tem o seu IKIGAI?

beijins

Claudia

ikigai

Imagem : Pixabay

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

4 pensamentos em “IKIGAI – O segredo japonês para uma vida longa e feliz”

%d blogueiros gostam disto:
WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux