Qualidade de Vida • Em 27 set, 2019

Mitos do que é ser idoso que você deve ignorar!

Mitos do que é ser idoso que você deve ignorar

Mitos do que é ser idoso e sobre o envelhecimento que você deve ignorar

A vida depois dos 50 é o início de nosso declínio?

Será? Talvez você tenha que rever alguns de seus conceitos e perceber que é mito o “ser idoso”, é coisa do passado. 

Muitos acham que chegando nesse número (50) , nossas habilidades mentais e físicas parecem cair de um penhasco: MITO.

Há um certo exagero nos estereótipos associados ao envelhecimento, principalmente nos filmes, TV ou  até mesmo na cultura popular. A imagem de velhinhos com 70 anos com uma aparência frágil e debilitada, é bem menos que antigamente.

Repare nos artistas que “envelheceram”, muitos estão muito bem e superativos ! Por exemplo: Glória Maria (70 anos), Bruna Lombardi, Paul McCartney, Madonna.

Confira os grandes mitos do que é ser idoso e veja se você faz parte desse “novo velhinho(a)” :

1. Pessoas idosas param de aprender

É comum relacionar que à medida que envelhecemos, paramos de aprender. 

Certamente ao envelhecer, a nossa velocidade de processamento pode diminuir, mas outras funções mentais , como por exemplo, o vocabulário e a fala melhoram enquanto envelhecemos!

Além disso, diminuir não significa acabar, isto é , podemos fazer muito para melhorar o desempenho do cérebro à medida que envelhecemos.

IMPORTANTE: Exercícios cerebrais é fundamental para manter o cérebro jovem na fase do envelhecimento. Pois ajuda a promover a elasticidade do cérebro através do crescimento de novas células cerebrais e conexões sinápticas.

DICA: Voltar à escola, fazer cursos, enfim, se atualizar.

2. Todo mundo que envelhece sofre de demência

Aliás, fala-se muito sobre demência e doença de Alzheimer nos últimos anos. E, embora seja verdade que uma pessoa é diagnosticada com Alzheimer a cada 68 segundos, a boa notícia é que é quase controlável. 

Entretanto, apenas 6-8% dos adultos acima de 65 anos têm Alzheimer. Ou seja, a grande maioria dos adultos mais velhos não tem Alzheimer ou mesmo sintomas de demência.

IMPORTANTE: Bem como sabemos que existem muitas formas que você pode fazer para diminuir , retardar e até mesmo evitar os sintomas de demência.

DICA: Exercitar-se física e mentalmente, alimentar-se adequadamente, certamente, trarão bons resultados.

Portanto, a próxima vez que você esquecer suas chaves ou perder sua carteira, relaxe. As chances são de que você estava distraído, isto é,  não tem nada a ver com demência.

3. Idade traz fraqueza

É comum ouvir: pobre coitado, está velho! É frequente olhar os idosos como frágeis e fracos. Embora, a nossa massa corporal possa ficar menor e nossos ossos mais fracos, na verdade,  isso tem a ver mais com inatividade do que com o próprio envelhecimento.

Aos 80 anos, o sedentarismo faz perder até 30% de suas fibras musculares. Mas, se trabalhar estas fibras musculares através de exercícios, certamente, pode mais do que compensar essa perda. Novamente, ser idoso não é o maior fator que contribui para a sua fragilidade, é a falta de exercício.

DICA: Mantenha-se ativo durante toda a sua vida para manter a força. Caminhar é ótimo, mas pense em atividades mais vigorosas, como natação, ioga, tai chi, dança, musculação, etc … CONCLUSÃO: Use ou perca.

4. Os idosos não conseguem se adaptar às novas tecnologias

Sim, algumas pessoas mais velhas podem ter dificuldades, mas pedir ajuda aos netos, é até prazeroso para ambos. Mantém a proximidade das relações…

Afinal quem viu a transformação e adaptação:

  • Disco LP, fita K7 para CD, depois Mp3 e streaming.
  • VHS, DVD para o Youtube, Netflix.
  • Jornal e revista para o Tablet.
  • Telefone para o celular ou o telefone inteligente(smartphone).

Enfim, isso tudo não é adaptar às novas tecnologias

5. Você perde criatividade à medida que envelhece

Pesquisas recentes demonstraram  que envelhecer não reduz sua criatividade. 

Pablo Picasso, Paul Cezanne, Charles Darwin, Sigmund Freud criaram algumas de suas obras mais importantes depois dos 55 anos.

Inclusive a média da idade dos cientistas que fazem grandes contribuições ou que ganham o Prêmio Nobel é de 48 anos.

6. Você perde seu desejo sexual com a idade

Pesquisas concluíram que a frequência sexual diminuiu para todas as faixas etárias americanas, exceto os idosos com mais de 70 anos!

Além disso, divorciados e viúvos agora podem encontrar amor e companhia mais fáceis do que nunca em aplicativos de namoro, assim como o resto de nós. Até mesmo as limitações biológicas foram superadas com medicamentos e lubrificação para disfunção erétil.

7. O envelhecimento traz a solidão

Mais uma vez, o estereótipo do idoso, sentado sozinho em sua cadeira de balanço, olhando para o espaço é mito, certo? 

Embora isso aconteça, não é regra e também você pode reverter este cenário. Veja o lado positivo: idosos têm muito mais tempo para conhecer novas pessoas do que nunca.

IMPORTANTE: Descobrir novas atividades, como carteado, dança, ginástica, voluntariado, cursos.

DICA: Procure as comunidades do seu bairro, o voluntariado, cursos de artesanato, aproveite sua carteirinha de 50 % de desconto nos cinemas, viagens, etc.

8. Envelhecer significa deixar de ser produtivo

Se temos um ritmo de trabalho e ao se aposentar achar que não estamos mais trabalhando e por isso achar que não é mais produtivo é muito comum. 

Mas ser produtivo pode ser de outra maneira, como por exemplo envolver-se em atividades de voluntariado ou clubes.

Certamente, qualquer uma dessas atividades pode ser mais significativa e objetiva do que muitos dos empregos que desempenhamos quando jovens.

9. Pessoas idosas estão deprimidas

Ouve-se muito que os velhos sofrem de depressão, que não deixa de ser verdadeiro. Mas comparado a outros grupos etários, os números estão longe de sermos a maioria. 

Pesquisas indicam que maiores de 60 anos, apenas 7% sofrem de depressão. Isto é, 93% dos adultos mais velhos não sofrem de depressão.

Existem fatos importantes e desafiadores nesta idade, como por exemplo a perda dos familiares, dificuldades de dirigir, de ser autônomo, que certamente pode nos levar à solidão e isolamento, e principalmente aumentar o risco de depressão.

IMPORTANTE: Reconheça este perigo.

DICA: Como evitar a depressão e a solidão?

  • Não abandone o contato com os familiares e amigos.
  • Procure atividades que gosta mas nunca teve tempo para fazer.
  • Mantenha-se saudável, ativo e alimente-se bem.

Assim, envelhecer ou ser idoso não é tão ruim quanto imaginávamos. São mudanças, mas não problemas.

Ter consciência dos limites e perigos, é muito mais fácil continuar ativo à medida que envelhece, tendo hábitos saudáveis ​​e envolvido em sua comunidade!

Imgem:  Designed by Freepik

Beijins 

Claudia

confira os posts relacionados:

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: