De Frente Para O Mar, De Costas Para… O Tempo

De Frente Para O Mar , De Costas Para…

O Tempo

Mário Quintana , considerado o “poeta das coisas simples”, com um estilo marcado pela ironia, pela profundidade e pela perfeição técnica, ele trabalhou como jornalista quase toda a sua vida. Leia mais sobre esse grande poeta no Wikipedia.

Seu belíssimo poema sobre o tempo e a vida me faz refletir o passado, respirar o presente e inspirar o futuro:

DeFrenteParaOMar-O-Tempo
Mario Quintana – O Tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…
Seguraria o amor que está à minha frente e diria que eu o amo…
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

 

‘Minha vida está nos meus poemas, meus poemas são eu mesmo, nunca escrevi uma vírgula que não fosse uma confissão.

A poesia não se entrega a quem a define.

Não importa saber se a gente acredita em Deus.

O importante é saber se Deus acredita na gente.

O segredo é não correr atrás das borboletas… É cuidar do jardim para que elas venham até você.’

Mario Quintana

Lindo e profundo !

Tenha um lindo dia de céu azul e algumas nuvens para contar!

Beijins 

Claudia

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

4 pensamentos em “De Frente Para O Mar, De Costas Para… O Tempo”

%d blogueiros gostam disto:
WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux