Qualidade de Vida • Em 04 abr, 2018

Qualidade de vida: Principais vitaminas depois dos 50

Os riscos da avitaminose 

As vitaminas depois dos 50 anos de idade são importantíssimas, como em qualquer fase da vida, mas quem está na terceira idade frequentemente aparecem na lista de grupos que apresentam risco de avitaminose. 

Vitaminas são substâncias das quais nosso corpo faz uso para manter a homeostase(funcionamento estável do organismo), desde a imunidade até funções metabólicas.

Ausência de vitaminas depois dos 50

Precisamos de pequena quantidade de cada vitamina, porém, sua ausência pode causar grandes danos ao corpo, de modo que há necessidade de uma alimentação equilibrada que possa fornecer ao organismo as doses diárias.

Algumas vitaminas são armazenadas no corpo, na gordura corporal, porém, outras são hidrossolúveis e não conseguimos armazená-las, de modo que há necessidade constante de adquirir tais nutrientes.

Vitamina B12

Para que serve:

A Vitamina B12 possui diversas utilidades, desde constituição do DNA e células sanguíneas até auxiliando o sistema imune.

Alimentos ricos em vitamina B12

Esta vitamina é encontrada em maiores quantidades nos alimentos de origem animal, como ovos, carnes e laticínios, de modo que vegetarianos e pessoas com restrições alimentares(doença celíaca por exemplo) podem vir a apresentar deficiência deste composto.

É importante notar que a absorção da vitamina B12 depende do ácido estomacal, e após os 50 anos os níveis de produção deste ácido estão diminuídos. Somado a este fator, idosos possuem menos apetite em geral , de modo que não raramente (1 a cada 31 adultos, estimado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças) indivíduos na terceira idade apresentam falta de B12, precisando por vezes suplementar.

Sinais de falta de B12

  • Fadiga;
  • Dores crônicas;
  • Queda de cabelo;
  • desordens hematológicas(alteração nas células sanguíneas como anemias).

vitamina-b12

 

Vitamina B6

Para que serve

Assim como a B12, a vitamina B6(ou piridoxina) garante a boa função do fígado, facilita o transporte de oxigênio pela hemoglobina, é utilizado como tratamento para dores de diversas etiologias e facilita a manutenção de um bom sistema imune, além de essencial  para a manutenção e bom funcionamento das células nervosas. Deu pra ver que é bem importante né? Em adultos com menos de 50 anos de idade, a dose recomendada é de 1.3mg diariamente. Porém, ao passar dos 50 anos, a dose sobe para 1.7mg diariamente.

Alimentos ricos em vitamina B6

O risco da deficiência desta vitamina cresce conforme a idade aumenta.

Importante: A vitamina B6 é hidrossolúvel, ou seja, ela não fica armazenada na gordura corporal, de modo que devemos sempre manter o consumo, e este consumo é suprido através de alguns alimentos tais como:

  • Atum, peito de frango, carne de porco;
  • Nozes (amendoins, avelãs);
  • Cereais de grão integral

Sinais de falta de B6

  • Mudanças do humor;
  • Depressão;
  • Irritabilidade;
  • Confusão;
  • Cansaço.

vitamina-b6

 

Cálcio

Para que serve

Mineral mais presente no corpo humano, formador da arquitetura óssea e dos dentes, o cálcio tem muito mais funções do que apenas servir de ‘’cimento’’ do corpo: ele é essencial para a contração cardíaca e dos vasos, secreção de hormônios e atividades celulares.

A deficiência deste importante nutriente é mais observada em mulheres, indivíduos com intolerância à lactose e indivíduos com dificuldades de obter o cálcio necessário via dieta (neste grupo encontram-se os idosos!).

Alimentos ricos em cálcio

O cálcio pode ser encontrado em

  • Laticínios;
  • Brócolis;
  • Espinafre.

Falta de Cálcio

  • Pode ocasionar osteoporose ;
  • Maior risco de fraturas com difícil cicatrização

calcio

 

Vitamina D

Alimente-se de sol!

Esta é um pouco diferente das outras, visto que é um hormônio.

Sua deficiência é comum, sendo comum em mais de 1 bilhão de pessoas em todo o planeta, e a principal causa é a baixa exposição à luz solar! Isso mesmo, nosso corpo produz a ‘’pró vitamina D’’, que ao entrar em contato com os raios UV transforma-se na vitamina D que utilizamos no corpo.

Ou seja, mais do que a dieta, esta vitamina requer que você saia de casa e tome um pouco de sol (mas cuidado com isso, lembre-se dos riscos de câncer de pele).

Falta de Vitamina D 

  • A ausência da Vitamina D traz ao organismo
  • Dor óssea (risco de raquitismo);
  • Lesões ósseas mais frequentes;
  • Cansaço e perda de ânimo.

Entre as vitaminas depois dos 50 anos idade, a vitamina D talvez seja a mais ignorada, pois muitos têm dúvidas de como adquiri-la.

vitamina-d

Esses exemplos ilustram facilmente a necessidade do consumo de vitaminas depois dos 50, seja pela mudança da dieta ou pela mudança do estilo de vida. 

Imagens : Pixabay

Artigo escrito pelo colaborador ,  acadêmico em medicina José Pedro Duarte Hillal

Beijins

Claudia

confira os posts relacionados:

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 Comentários

  • Bia Perez
    19 abril, 2018

    Adorei o post, esclarecendo muitas coisas sobre a importância das vitaminas. Obrigada. Bjs

  • LaLa
    09 abril, 2018

    Bem interessante .
    Vou tomar mais cuidado com essas vitaminas .
    Obrigado !

  • %d blogueiros gostam disto: